I'm a creep, I'm a weirdo. What the hell am I doing here? I don't belong here.

"A tristeza é o intervalo entre duas felicidades."

bau-das-palavras:

Se te dissessem isso há tempos atrás, sei que irias rir e rebater com um “não” seguro e grosso. Só que as épocas já não são as mesmas, não é? Hoje você acorda com um riso frouxo e uma serenidade constante. Esfrega os olhos e, logo lembra que desistir da felicidade é o mais fácil quando pareceu que, não. Melhor não usarmos o termo “todo mundo” porque iremos generalizar, mas é nítido que, a maiorias da pessoas acreditam no fato de o sofrimento ser algo lento e quando instala-se em um coração, não vai mais embora. Se acomodam em sua própria melancolia e tornam-se descrentes como se esperança fosse uma palavra inexistente. A paciência também. Ah, meu bem, não faças isso consigo mesmo. Não deixe de crer no amor verdadeiro e, na paz interior. Sei que teu coração já sofreu inúmeras vezes e, a tal da “alegria” é algo efêmero em tua vida. Como um trevo de quatro folhas: raro. Então, dobre esse cobertor, abra as janelas, sorria. Não precisa haver um motivo concreto. Viver já é o bastante, meu bem. Já esta na hora de deixar suas dores um pouco de lado e ir viver. Não somos, nunca, 100% felizes e nem tristes. Mas só você é capaz de mudar isso, e de escolher em estar triste ou não. Saia, vá ao cinema, sentisse naquela livraria ou tome um sorvete. Quem sabe, nunca se sabe, você esbarre no seu amor. Mostre a cara, porque só assim será visto e notado. Não se esconda atrás de uma tela, esperando que sua felicidade cair de paraquedas. Chegou a hora de parar de se esconder e ir viver. 

brecho-de-rosas acompanhada por bau-das-palavras.

©